Rogor

Rogor

Concentrado para emulsão com 400 g/l ou 37,7% (p/p) de dimetoato.

CARACTERÍSTICAS 
O Rogor um insecticida organofosforado sistémico com uma nova formulação com modo de acção duplo: contacto e ingestão.
Detém um forte efeito de choque e persistência elevada.
Largo espectro da acção, especialmente indicado para situações em que ocorra o enrolamento das folhas, ou em condições onde se verifique o difícil acesso à praga com inseticidas de contacto.

Nº de AV/APV 3629

EMBALAGENS 100 mL / 1 L / 5 L / 20 L

Ficha Técnica

Ficha de Dados de Segurança

Culturas relacionadas

  • Alho

    Tripes do Alho

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    500 a 600 ml/ha – No início da infestação. Na produção de sementes, as flores são atractivas para as abelhas; não tratar nesta altura. Utilizar a dose superior em situações de elevada pressão da praga.

    Aplicar somente se a cultura se encontrar ao ar livre.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    14 dias

  • Beringela

    Afídeos da Beringela

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    500 a 600 ml/ha – No início da infestação. Utilizar a dose superior em situações de elevada pressão da praga. Possibilidade de utilização em Beterraba de Mesa e Beterraba Sacarina.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    28 dias

  • Beterraba

    Afídeos da Beterraba

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    500 a 600 ml/ha – Aplicar no início da infestação. Utilizar a dose superior em situações de elevada pressão da praga. Possivel aplicar em beterraba saracina e beterraba de mesa.

    INTERVALO DE CONFIANÇA

    28 dias

  • Cebola

    Tripes da Cebola

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    500 a 600 ml/ha – No início da infestação. Na produção de sementes, as flores são atractivas para as abelhas; não tratar nesta altura. Utilizar a dose superior em situações de elevada pressão da praga.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    14 dias

  • Cenoura

    Moscas da Cenoura

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    35 dias

  • Centeio

    Afídeos do Centeio

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    400 a 500 ml/ha – No início da infestação. Aplicar só até ao fim da floração. Respeitar os níveis populacionais para
    indicação do tratamento. Não tratar com dimetoato se estiverem presentes quantidades significativas de melada. Utilizar a dose superior em situações de elevada pressão da praga.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    Não aplicar após o final da floração.

  • Crisântemos

    Ácaros dos Crisântemos

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação e não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas. Possibilidade de utilização em estuda e ar livre.

  • Dália

    Afídeos da Dália

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação; não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas; não efetuar tratamentos após o início da floração.

  • Gazânias

    Afídeos das Gazânias

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação, não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas. Não efetuar tratamentos após o início da floração. Possibilidade de aplicação em ar livre e estufa.

  • Hera

    Afídeos da Hera

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação; não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas; não efetuar tratamentos após o início da floração. Possível aplicar em ar livre e estufa.

  • Lantana

    Afídeos da Lantana

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação; não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas; não efetuar tratamentos após o início da floração. Possibilidade de aplicação em ar livre e estufa.

  • Laranjeira

    Afídeos da Laranjeira

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    100 a 120 ml/hl ou 1,2 L/ha – No início da infestação. Não aplicar em citrinos quando os frutos tiverem dimensão superior a 40% do seu tamanho final – BBCH 74. Utilizar a concentração superior em situações de elevada pressão da praga.

    INTERVALO DE SEGURANÇA 

    120 dias

  • Limoeiro

    Afídeos do Limoeiro

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    100 a 120 ml/hl ou  1,2 L/ha – No início da infestação. Não aplicar em citrinos quando os frutos tiverem dimensão superior a 40% do seu tamanho final – BBCH 74. Utilizar a concentração superior em situações de elevada pressão da praga.

    INTERVALO DE SEGURANÇA 

    120 dias

  • Magnólia

    Afídeos da Magnólia

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação; não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas; não efetuar tratamentos após o início da floração. Possibilidade de Utilização em Ar livre e Estufa.

  • Nabo

    Afídeos do Nabo

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    500 a 600 ml/ha – No início da infestação. Utilizar a dose superior em situações de elevada pressão da praga. Aplicar na cultura em Ar Livre.

    INTERVALO DE SEGURANÇA 

    28 dias

  • Oleandro

    Afídeos do Oleandro

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação; não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas; não efetuar tratamentos após o início da floração. Possibilidade de utilização em Ar Livre e Estufa.

  • Oliveira

    Mosca da Azeitona

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    100 ml/hl ou 1,2 L/ha – No início da infestação. Período de espera de 5 dias para trabalhos de manutenção da cultura. Apesar da polinização pelo vento, o pólen exerce alguma atração sobre as abelhas.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    28 dias

    Traça da Oliveira

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    120 ml/hl ou 1,2 L/ha – No início da infestação. Período de espera de 5 dias para trabalhos de manutenção da cultura. Apesar da polinização pelo vento, o pólen exerce alguma atração sobre as abelhas.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    28 dias

  • Orquideas

    Afídeos das Orquídeas

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação; não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas; não efetuar tratamentos após o início da floração.

  • Pastinaca

    Mosca da Cenoura

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    35 dias

  • Petúnia

    Afídeos da Petúnia

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação; não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas; não efetuar tratamentos após o início da floração.

  • Roseira

    Afídeos da Roseira

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação, não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas. Possibilidade de aplicação em Ar livre e estufa.

  • Salsa da Raiz Grossa

    Mosca da Cenoura

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – Aplicar no início da infestação, em cultura ao Ar Livre.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    35 dias

  • Tangerineira

    Afídeos da Tangerineira

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    100 a 120 ml/hl ou 1,2 L/ha – No início da infestação. Não aplicar em citrinos quando os frutos tiverem dimensão superior a 40% do seu tamanho final – BBCH 74. Utilizar a concentração superior em situações de elevada pressão da praga.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    120 dias

  • Trigo

    Afídeos do Trigo

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    400 a 500 ml/ha – No início da infestação. Aplicar só até ao fim da floração. Respeitar os níveis populacionais para
    indicação do tratamento. Não tratar com dimetoato se estiverem presentes quantidades significativas de melada. Utilizar a dose superior em situações de elevada pressão da praga.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    Não aplicar após o final da floração.

  • Triticale

    Afídeos da Triticale

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    400 a 500 ml/ha – No início da infestação. Aplicar só até ao fim da floração. Respeitar os níveis populacionais para
    indicação do tratamento. Não tratar com dimetoato se estiverem presentes quantidades significativas de melada. Utilizar a dose superior em situações de elevada pressão da praga.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    Não aplicar após o final da floração.

  • Viburno

    Afídeos do Viburno

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    600 ml/ha – No início da infestação; não efetuar tratamentos após o início da floração. As flores são muito atrativas para as abelhas; não efetuar