Avaunt

Avaunt

A VANTAGEM INSECTICIDA

Concentrado para emulsão com (EC) com 150 g/L de indoxacarbe.

CARACTERÍSTICAS 
Produto da nova família química das oxadiazinas, o Avaunt detém um modo de ação distinto de outros inseticidas (Grupo 22A do IRAC). Inibe a entrada de iões de sódio nas células nervosas dos insetos, provocando a sua morte por paralisia. Formulação líquida em concentrado para emulsão com ação por contato e ingestão.

Nº de AV/APV 0321

EMBALAGENS 50 mL / 1 L

Ficha Técnica

Ficha de Dados de Segurança

Culturas relacionadas

  • Lagartas dos Cornichões

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/ aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

    Nóctuas dos Cornichões

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/ aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

  • Abóbora

    Lagartas da Abóbora

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/ aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias em cucurbitáceas de pele comestível (aboborinhas, cornichões, pepinos), cucurbitáceas de pele não comestível (abóboras, melancias e melões)

    Nóctuas da Abóbora

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/ aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias em cucurbitáceas de pele comestível (aboborinhas, cornichões, pepinos), cucurbitáceas de pele não comestível (abóboras, melancias e melões)

  • Alface

    Lagartas da Alface

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    250 ml/ha – Aplicar aquando da eclosão dos ovos e aparecimento das primeiras larvas, não efectuando mais de 6 aplicações por ciclo de cultura. A cadência das aplicações deve ser de 7 a 10 dias.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    14 dias, quando aplicado em estufa, em alface e semelhantes (alface-de-cordeiro, escarola, folhas e caules de Brassica spp, usadas em saladas)

    Nóctuas da Alface

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    250 ml/ha – Aplicar aquando da eclosão dos ovos e aparecimento das primeiras larvas, não efectuando mais de 6 aplicações por ciclo de cultura. A cadência das aplicações deve ser de 7 a 10 dias.

    INTERVALO DE SEGURANÇA 

    14 dias, quando aplicado em estufa, em alface e semelhantes (alface-de-cordeiro, escarola, folhas e caules de Brassica spp, usadas em saladas)

  • Beringela

    Lagartas da Beringela

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha -Aquando da eclosão dos ovos/aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10- 14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

    Nóctuas da Beringela

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10- 14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura. Para o controlo da Tuta absoluta pode ser necessário reduzir o intervalo entre aplicações para 8-10 dias.

    INTERVALO DE SEGURANÇA 

    3 dias

  • Couve Bruxelas

    Lagartas da Couve Bruxelas

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    166 ml/ha – Aplicar ao aparecimento da praga. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 3 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    28 dias

  • Couve Bróculo

    Lagartas da Couve Broculo

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    166 ml/ha – Aplicar ao aparecimento da praga. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 3 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

  • Couve Flor

    Lagartas da Couve Flor

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    166 ml/ha – Aplicar ao aparecimento da praga. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 3 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

  • Couve Repolho

    Lagartas da Couve Repolho

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    166 ml/ha – Aplicar ao aparecimento da praga. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 3 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

  • Damasqueiro

    Traça Oriental do Pessegueiro

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    33,3 ml/hl, aplicando um mínimo de 333l/ha e máximo de 500 l/ha – Aplicar imediatamente antes da eclosão dos primeiros ovos, não efectuando mais de 4 aplicações em pessegueiro e nectarinas e 3 aplicações em damasqueiro. A cadência das aplicações deve ser de 10 a 14 dias.

    INTERVALO DE SEGURANÇA 

    7 dias

  • Melancia

    Lagartas da Melancia

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/ aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

    Nóctuas da Melancia

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/ aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA 

    3 dias

  • Meloeiro

    Lagartas do Meloeiro

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/ aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA 

    3 dias

    Nóctuas do Meloeiro

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/ aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA 

    3 dias

  • Milho

    Brocas do Milho

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    Milho e Milho Doce: 250 ml/ha – Aplicar aquando da eclosão dos ovos, não efectuando mais de 2 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA 

    35 dias em milho (3 dias em milho doce)

  • Pepino

    Lagartas do Pepino

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/ aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

    Nóctuas do Pepino

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/ aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

  • Pimenteiro

    Nóctuas do Pimenteiro

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10- 14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura. Para o controlo da Tuta absoluta pode ser necessário reduzir o intervalo entre aplicações para 8-10 dias.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

    Traça do Tomateiro

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO 

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10- 14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura. Para o controlo da Tuta absoluta pode ser necessário reduzir o intervalo entre aplicações para 8-10 dias.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    3 dias

  • Tomateiro

    Lagartas do tomateiro

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    250 ml/ha  – Aquando da eclosão dos ovos/aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10- 14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura. Para o controlo da Tuta absoluta pode ser necessário reduzir o intervalo entre aplicações para 8-10 dias.

    INTERVALO DE CONFIANÇA

    3 dias

    Traça do tomateiro

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    250 ml/ha – Aquando da eclosão dos ovos/aparecimento das primeiras larvas. Em caso de forte infestação, ou do surgimento de novas infestações, deve repetir-se a aplicação a intervalos de 10-14 dias, não efectuando mais de 4 aplicações por ciclo de cultura. Para o controlo da Traça do tomateiro (Tuta absoluta) pode ser necessário reduzir o intervalo entre aplicações para 8-10 dias.

    INTERVALO DE CONFIANÇA

    3 dias

  • Videira

    Cicadelídios da Vinha

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    250 ml/ha – Seguir as indicações do Serviço de Avisos. Na sua ausência aplicar após a floração, logo que se observem 50 a 100 ninfas em 100 folhas; a partir de Julho aplicar quando se observem 50 ninfas em 100 folhas. Efectuar no máximo 3 aplicações em vinha para vinho e 4 em vinha uva de mesa.

    INTERVALO DE SEGURANÇA

    10 dias em videira de uvas para vinificação; 3 dias em videira de uvas de mesa.

    Traça da Uva da Vinha

    CONCENTRAÇÃO/DOSE E APLICAÇÃO

    25 ml/hl – Aplicando um mínimo de 250 ml/ha a partir do pleno desenvolvimento vegetativo

    Em Piral (Sparganotis pilleriana) aplicar 25 ml/hl, aplicando um mínimo de 250 ml/ha a partir do pleno desenvolvimento vegetativo.

    Efectuar a aplicação logo que se verifiquem as posturas, nomeadamente aquando da eclosão dos ovos / aparecimento das primeiras larvas. Seguir as indicações do Serviço de Avisos e, se possível, utilizar armadilhas para seguir a curva de voo. Em particular para a segunda e terceira geração, em situações de ataques importantes, um segundo tratamento efectuado cerca de 10-14 dias após o primeiro deverá assegurar um melhor controlo da praga. Efectuar no máximo 3 aplicações em vinha para vinho e 4 em vinha uva de mesa.

    INTERVALO DE CONFIANÇA

    Traça dos cachos (Lobesia botrana e Empoecilia ambiguella) – 10 dias em videira de uvas para vinificação; 3 dias em videira de uvas de mesa.

    Piral da vinha (Sparganotis pilleriana) – 10 dias em videira de uvas para vinificação; 3 dias em videira de uvas de mesa.